eco-vegan lifestyle

  • Taiara Desirée

MODA NÃO É SINÔNIMO DE FUTILIDADE



O mercado e a indústria da Moda têm crescido de forma tão acelerada nos últimos anos que nos leva cada vez mais a pensar sobre um assunto bastante polêmico: Afinal, Moda é ou não é sinônimo de futilidade?

Não quero gerar polêmica com esse post, mas por que não refletir sobre o assunto e explicar o porquê da minha resposta ser - NÃO, MODA NÃO É SINÔNIMO DE FUTILIDADE. Acredito que no final você também vai concordar comigo.

A necessidade de se vestir surgiu desde o início da humanidade, quando os primeiros homens se cobriam com peles de animais para se proteger do clima. E assim como aconteceu com outros objetos, com o passar do tempo, essa proteção foi se tornando cada vez mais sinônimo de poder e status.

Aos poucos as roupas começaram a ganhar adaptações ao estilo da época, ao corpo das pessoas e ao clima de cada local. Com isso, mesmo sem pensar em seguir tendências, as pessoas acabaram escolhendo as peças ao seu gosto e isso acaba manifestando sinais de cada cultura e comportamento através do vestuário.


Escolher suas músicas preferidas, livros, filmes, restaurantes, ambientes, viagens, a cor do cabelo, batom e roupa, não quer dizer que seja futilidade, mas sim uma manifestação das pessoas que por sua vez, acaba refletindo e influenciando os costumes.

Nas últimas décadas, a moda tem sido um elemento muito importante na construção da identidade individual e também da expressão social, e essa relação da cultura com a moda tem mostrando cada vez mais que a preocupação com o visual não é sinônimo de futilidade, mas de evolução do ser humano, assim como as ciências, tecnologias e demais áreas se modificam com o tempo, as pessoas seguem esse ritmo se expressando através do corpo.

Desde os mais ligados às tendências até os que usam um visual mais "despreocupado", todos recebem influências da moda e da cultura, negar isso é não reconhecer o trabalho dos profissionais da moda que refletem a sociedade e o momento social em que vivemos.


Também não posso deixar de dizer que a globalização afeta o comportamento das pessoas em relação à moda. Como todos os estilos estão ao alcance de nossas mãos por meio da internet, não há um estilo único para cada parte do planeta. O importante é respeitar as diferenças e gostos de cada um.

Lembre-se que as roupas nas décadas de 60 e 70 [hippies] transmitiam a paz e amor através das cores alegres e estampas floridas, demonstrando sensibilidade, romantismo, descontração e bom humor. Dessa forma, visual não pode ser vistos como futilidade, mas sim como liberdade de expressão. Por isso se joga na Moda, usa e abusa do que mais te agrada e representa o seu estilo, porque o mais importante é estar bem consigo mesma e ser feliz.

E aí, concorda comigo? Um beijo grande!

Fotos ELLE.COM

Taiara Desirée

#moda #históriadamoda #modaefutilidade #fashion #mercadodamoda #industriadamoda

164 visualizações

2020 POR TAIARA DESIRÉE - CNPJ 26.259.889/0001-10 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.