eco-vegan lifestyle

  • Renata Cortella

INICIANDO NO VEGANISMO

Um passo a passo inicial para auxiliar no processo de transição ao veganismo.




Escute o Podcast da Dra Renata Cortella e/ou confira a transcrição do áudio abaixo.



Olá queridos leitores ouvintes aqui do Bloguesia!


Hoje eu quero começar do começo com vocês falando um pouco sobre INICIANDO NO VEGANISMO.


Muita gente ouve essa palavra, desperta por algum motivo e não sabe direito por onde começar. Então eu quero dar esse passo a passo inicial para realmente auxiliar você nesse processo ou para que você mande para alguém que está precisando ouvir disso, ouvir um pouco sobre isso para realmente embarcar nessa jornada.


Primeira coisa, é você se informar! Informação é a base de tudo, inclusive desse despertar que você está sentindo e não sabe direito pra onde ir, mas sabe que tem que mudar. Então começa a se informar com sites confiáveis, blogs, contas no Instagram, e os próprios artigos científicos. A gente tem muito artigo científico que todo mundo tem acesso na internet, então sempre busque pelo Pubmed; pelo LILACS, se você estiver buscando por artigos. Existem muitos livros também, a própria Sociedade Vegetariana Brasileira tem muito conteúdo e a Segunda Sem Carne, que é um braço da Sociedade para auxiliar você nesse processo. Lá eles têm e-Books gratuitos que você pode fazer Donwload. Então, primeiro, se nutra de conhecimento para te dar segurança de tudo isso, tá?!


Outra parte importante é você começar a implementar outras opções para ficar mais fácil você ir deixando os produtos de origem animal; isso com carnes, com laticínios, com tudo. Coloque na sua rotina e você vai ver como vai ficar mais leve você retirar. Se você retira e fica sem opção, por exemplo, você come o pão francês com manteiga aí retira a manteiga e fica sem nada, você vai comer um pão puro, não vai ser muito agradável. Então busque outras opções como homus, outras pastinhas, ou mesmo azeite se for o caso da manteiga. Se abra para essas possibilidades, vai experimentando e vai ficar muito mais leve.


Outra questão importante também é a parte familiar. Muitas vezes a família fica super preocupada com tudo isso. Então como você já vai ter uma base informativa passe isso também. Minha sugestão é que você mostre como isso é importante para você. Então diga o quê você tá sentindo; que isso vai ser de contribuição; que já tá sendo de contribuição; que essa escolha tá te fazendo feliz. Mostre que não é só uma coisa que te “deu na telha”. Mostre como isso tá sendo importante para você e como te faz feliz; como é melhor para a tua saúde. Quando é uma alimentação não só vegetariana, mas uma alimentação balanceada, mostre que você está com segurança e está muito contente com essa escolha e claro que todo mundo que te ama vai querer o teu melhor. E se você está feliz, eles vão acabar ficando felizes também. Mas eu percebo que, muitas vezes, há falha na comunicação, como você comunica essa decisão. Então deixa todo mundo que tá ao seu redor contente também.


E o ponto importante também é que você não tente catequizar todo mundo ao seu redor. Eu sei que quando a gente descobre uma coisa muito legal, a gente quer que todo mundo faça, saiba; mas nem todo mundo tá pronto pra isso. Então evite ficar falando apenas sobre veganismo e vegetarianismo para quem não tá afim, querendo que todo mundo da família seja, todos os amigos. Tem gente que tá comendo carne no prato e você aponta o dedo pra carne... Isso só traz desconforte! Se é uma pessoa que tá aberta: “Ah, como é que você faz e tal?”. Aí você explica! Mas ficar criando esse caso sempre que você encontra pessoas que não estão vegetarianas/veganas, isso pode trazer muito desconforto e ninguém vai se tornar vegetariano, porque você vai ser a pessoa chata do rolê! Então isso não vai trazer contribuição nem para você, nem para as pessoas, e nem para os animais; porque isso vai estar afastando as pessoas e não aproximando.


Então, esses são alguns pontos principais para iniciar no vegetarianismo e no veganismo: sempre tenha informação; começar a introduzir outras opções no seu dia a dia; não ser a pessoa que fica sempre falando sobre isso e, se possível, aconselho fortemente iniciar um acompanhamento médico especializado. Por quê? Por que é algo que precisa de muitos cuidados? Não! Mas é para você fazer de forma correta e inclusive já identificar alguma alteração. Muitas pessoas só vão fazer exames de sangue depois que se tornam vegetarianas, aí acham que acabaram ficando doentes ou com anemia ou com alguma deficiência vitamínica por isso; mas, na verdade, sempre esteve, estava há meses; mas só foi descobrir agora porque, só agora, que fez o exame de sangue.


Então para você fazer isso com saúde e com bem-estar, aconselho fortemente a fazer um acompanhamento médico especializado, com alguém que entenda sobre isso para que você tenha todo esse acolhimento, toda essa segurança, para que você faça da melhor forma possível e se sinta muito bem com isso. Tá bom?!


Esse foi o nosso encontro. Mande pra quem você sente que será de contribuição.

Muito bom estar aqui com você.


Beijo grande!


Renata Cortella aqui para o Bloguesia!

@renatacortella

44 visualizações0 comentário